Por Andressa L.

Bom dia girls!
Vamos lá começar mais uma semana de muitos treinos intensos! 😉
E para ajudar na escolha de um exercício aeróbio, trouxe no tema de hoje a Bicicleta Ergométrica!

Fazendo parte da série de posts sobre exercícios aeróbios, a bicicleta ergométrica, aquela  que fica ali paradinha na academia, também entra como ótima escolha para queima calórica e desempenho cardiovascular.

Existem  vários tipos de bicicletas ergométricas.
As verticais, mais tradicionais, geralmente usadas nas aulas de spinning, as quais é possível ajustar a altura do banco e a resistência.
As bicicletas reclináveis, onde o assento é mais baixo e mais ou menos na mesma altura que os pedais, onde as pernas ficam esticadas à frente do corpo, ao invés de para baixo. Essas bicicletas são uma boa opção para aqueles com problemas nas costas ou que tenham dificuldade em subir ou se equilibrarem em um aparelho vertical, muitas vezes pessoas de mais idade, pessoas que fazem fisioterapia ou que tenha algum tipo de lesão ou cirurgia no joelho, por se tratar de um aparelho que necessita menos intensidade do que a bicicleta comum.
Bicicleta vertical

Bicicleta horizontal


Assim como qualquer outro exercício que você vá fazer, você precisá aprender a gostar pelo menos um pouquinho da bike, caso contrário se tornará uma coisa massante e você não conseguirá seguir em frente.
Quando se trata de fazer a aula ou o exercício sozinha eu, particularmente, prefiro fazer as outras três opções de aeróbio que passei para vocês nos posts anteriores que são a escada, a esteira e o transport. Isso porque na realidade não consigo ficar muito tempo sentada em cima da bicicleta com aquela sensação de estar parada.

Minha dica para vocês:  Quando estou com vontade de fazer bike sigo para opção da aula de spinning a qual super indico para vocês!
É uma ótima opção, além de queimar muitas calorias a aula fica mais dinâmica e passa muito mais rápido, na maioria das vezes os professores que dão aula de spinning são super carismáticos e sabem envolver a galera.Dessa forma a aula fica muito mais prazerosa!
Além disso a aula tem um tempo e segue um ritmo, o professor já sabe variar a intensidade para que a aula tenha um melhor rendimento, pois muitas vezes para a pessoa fazer sozinha e que não entende de nada sobre o exercício e o aparelho fica mais difícil.
Precauções:
Para usar a bicicleta ergométrica não existem muitos segredos, basta seguir as orientações de seu professor corretamente e tomar alguns cuidados.
Um dos principais cuidados é com o joelho,para protegê-lo de lesões. Se o aparelho for vertical, é preciso ajustar o assento para a altura correta. Quando estiver pedalando, verifique o joelho quando o pé estiver na posição mais baixa. Ele deve estar reto ou levemente flexionado, porém não dobrado. Colocar o banco muito para cima levará o joelho a se esticar demais, o que pode causar uma lesão. Por outro lado, abaixá-lo demais fará com que o joelho se flexione muito, o que sobrecarregará a articulação.
Se uma bicicleta reclinável for usada, coloque o assento de modo que as costas estejam apoiadas e, quando for pedalar, que os joelhos não se estiquem completamente.
Fico por aqui. Bons treinos e boa semana!

Beijos da Dê.