Por Andressa L:

Oi girls!
Dando seqüência a série de “Exercícios Aeróbicos”, trago como tema de hoje o Transport.

O Transport faz parte dos  aparelhos para exercícios aeróbicos, assim como a esteira a bicicleta e a escada, portanto entra com um papel  importante para trabalhar o  condicionamento físico, cardiovascular,  ajudando no ganho de resistência e no consumo de calorias (ajudando a perder peso). 
Porém o que percebo e que posso dizer baseado em experiências próprias e com pessoas que treino é que ele ainda está em um nível inferior a esteira, por exemplo, para quem quer uma perda de peso significativa.

Mas a parte boa é que em comparação a esteira ele possui menos impacto, o que é ótimo para evitar lesões na coluna, joelhos ou tornozelo.
Serve muito bem para fazer o famoso ”EPOC” como já foi visto em posts anteriores e até mesmo para variar entre os treinos de aeróbio, para que dessa forma também não fique monótono, fazendo só um tipo de aparelho sempre.


Lembrando sempre de manter a FC entre 65% e 75% para queima calórica.

E além da queima calórica e desempenho cardiovascular, o Transport é um aparelho poliarticular, ou seja, várias musculaturas são envolvidas.
Tonifica as pernas, panturrilhas, braços e costas.
E para a mulherada que pergunta, trabalha sim o glúteo e tem uma ênfase maior sobre a região da coxa, porém nada comparado aos exercícios de musculação é claro!
Digamos que ajuda na definição e tonificação dessas regiões.

Espero ter ajudado e esclarecido algumas dúvidas.
Espero vocês no próximo!

Beijinhos da Dê.