Assunto que para algumas não é cogitável, mas que tem ganhado muito espaço nas redes sociais de atrizes e cantoras. Como fazer, cuidar e quem usa para nos inspirarmos?

A global Bruna Linzmeyer, por exemplo, mesmo com a opção de usar peruca para o seu papel na novela Meu Pedacinho de Chão, preferiu realizar um sonho antigo de colorir seus cabelos de rosa.
E eu super apóio essa decisão que ela teve!! Sendo para uma personagem e com uma equipe da Globo cuidando dos meus cabelos…eu mais aproveitaria a situação também!!


Katy Perry também gosta de arriscar seus fios. Já pintou de diversas cores como verde, roxo, rosa e azul.


Se pensarmos em cantora nacional, não há como esquecer dos cabelos cor de fogo de Rita Lee.


Demi Lovato

Pink

Selena Gomez


Avril Lavigne


Kelly Osbourne
Hayley Williams

Christina Aguilera

Jessie J
Vanessa Hudgens
Rachel McAdams


PREPARAÇÃO
Hidratação profunda: dizem que se fizer uma semana antes de tingir os fios estarão preparados para absorver a cor. 
Não lave a cabeça antes de pintar: a oleosidade natural ajuda a proteger o couro cabeludo da água oxigenada que causa ardência e coceira. 
Para não manchar a pele: passar uma pomada de silicone na testa, próxima à raiz dos fios. Hipoglós ou gel de cabelo também funcionam. 
Dúvida sobre o resultado da tintura: faça o teste em uma mecha próxima à nuca – assim, se der errado, não vai causar grande estrago. 
Só lave o cabelo dois dias depois da tintura: assim a tinta “fixa” nos fios. E lembre-se de que quanto mais você lavar o cabelo, mais rápido ele vai desbotar. 
Leve uma foto ou recorte de revista como referência para o cabeleireiro.

ESCOLHENDO A COR DEPENDENDO DA COR DA SUA PELE
Rosadas: qualquer cor de cabelo cai bem, a não ser o preto chapado que dá uma aparência “Mortícia”. 
Amareladas: a melhor opção é fazer mechas em tons de mel se quiser um tom loiro. 
Morenas e negras: para as mais conservadoras: tons avermelhados, acobreados e café. Para as ousadas: dá para arriscar os loiros.

TIPOS DE TINTAS 
Temporáriashampoos tonalizantes – nunca clareia os fios – o pigmento do produto adere à parte externa do fio, como se o cabelo fosse encapado. Não interfere na estrutura do fio. O pigmento do produto adere à parte externa do fio, como se o cabelo fosse encapado. Não interfere na estrutura do fio. A tinta sai com cerca de seis lavagens.

Semi-permanente: sem amônia – também não clareia – amolece a cutícula e o pigmento se fixa dentro delas – a cor dura mais que a dos tonalizantes – a cor não sai pra sempre nem fica pra sempre. Depois de umas 24 lavagens, ela começa a desbotar. Mas fica resíduo. 
Permanente – usam água oxigenada na composição que altera a melanina dos fios, tirando a cor do cabelo, para depois colocar a nova tonalidade – os fios perdem o brilho e ficam frágeis.
Fantasy Colors: cores fortes: verde, vermelho, azul, rosa, laranja – dá apenas uma nuance. Para os fios pegarem cor de verdade, é preciso descolorir antes.

QUAIS PRODUTOS COMPRAR
Wella: Koleston permanente; Wellaton permanente; Soft Color semi-permanente 
Kert: Keraton Color permanente; Keraton Banho de Brilho temporária; Keraton Fashion Colors temporária ; Revive Color temporária.
L’ Oréal: Preference permanente ; Imédia Excellence permanente; Casting semi-permanente 
Garnier: Nutrisse permanente; Movida se propõe a ser temporária, mas tons mais fortes podem deixar resíduos 
Biocolor: Flidgel permanente; Luminance permanente; Superiorité Creme permanente 
Jazzing semi-permanente 

TÉCNICAS
Mechas: Poucas e grossas. Têm efeito bem destacado e podem ser feitas em várias cores. 
Luzes: Efeito sutil. São feitas mechas bem fininhas com tintas em tons próximos ao do cabelo. 
Reflexo: Mechas loiras e bem marcadas, feitas com a touca de furinhos. As mechas são puxadas com uma agulha e apenas os fios mais expostos são pintados. 
Balaiage: Em vez de usar a touca, as mechas são separadas à mão, uma a uma, para um efeito mais natural. 
Sun kissed: Mechas aleatórias e muito finas. Cada uma delas é pintada com uma variação diferente da mesma cor. 

DÚVIDAS 
Alergia: a amônia e os derivados de enxofre são as principais causas de alergia. Faça o teste: coloque um pouco da tintura atrás da orelha e espere 15 minutos. Se arder, coçar ou ficar vermelho, desista. 
Sobrancelhas: na maioria dos casos, não precisa pintar. Isso só é indicado para pessoas que têm sobrancelhas muito grossas e que fazem uma mudança radical. Mesmo assim, o retoque tem que ser sutil. Na dúvida, procure um cabeleireiro. 
Retoque da raiz: com as técnicas mais modernas de tintura, a raiz deixa de ser um problema. Dá pra esperar até três meses. Mas se a cor for chapada, não tem jeito: tem que retocar de 15 dias a um mês, dependendo da cor. 
Cabelo com química: pode, mas só com ajuda profissional. Cabelo com química é sempre mais frágil e pode ficar quebrado, manchado, ressecado…

VALORES
Casa – nuances leves feitas com tonalizantes de R$8 a R$20
– para segurar a cor até o fim do mês de R$8 a R$20
– mudanças rápidas (uma festa, por exemplo) de R$8 a R$20
Salão
– mechas e efeitos profissa de R$30 a R$120 
– clarear mais que dois tons de R$60 a R$120 
– cabelos com algum tipo de química de R$60 a R$120 – descoloração de R$50 a R$100 

MANUTENÇÃO 
Cabelo tingido precisa de cuidados especiais. Mas dá, sim, pra ficar tingido e lindo 
Hidratações semanais com produtos à base de manteiga de karité e queratina. 
Vale investir em cauterizações mensais feitas no salão. 
Shampoos específicos: eles têm filtro solar, que evita que a cor desbote, e ativos vegetais, que criam uma espécie de película protetora dos pigmentos. 
Evite shampoos anti-resíduos: com a limpeza profunda, sai também a cor. 
Passe longe
de água quente:
o
 vapor d’água desbota a cor. 

Xoxo
Dicas tiradas de MdeMulher e Capricho.