Por Ana M.:

Oi mamães!! 

Tudo bem com vocês? Estamos bem, crescendo bem rápido e bem forte. Querendo experimentar tudo o que vê pela frente, desde a sujeira do chão ao prato dos adultos… 

Enzo sempre chupou a “peta”, o “bico”, a “chuca”, cada família chama de uma maneira a famosa e um dos melhores remédios: a chupeta! 

Quem nunca usou para acalmar a criança ou até mesmo como facilitador na hora do sono? Comigo sempre me ajudou na hora dos choros/manhas na hora de dormir. Dou a chupeta apenas na hora de dormir mas esta semana peguei o Enzo com o dedo na boca! 

E agora?

Chupar o dedo é um comportamento natural, aliás, quem nunca fez um ultrassom e lá estava o bebê chupando dedo? Pois é, este hábito ajuda muito no fortalecimento da musculatura responsável pela sucção, ainda dentro do útero, já aprendendo e se preparando para mamar. Incrível né?! 

Mas mesmo sendo um hábito natural e necessário, ele pode se tornar um vício e sendo o maior causador de problemas estéticos ( na grande maioria dos casos, o uso de aparelho para a correção da arcada dentária e afins…), fisiológicos (deformação esquelética na boca, na face e fala, às vezes causando até constrangimento entre amigos, futuramente!) e emocionais (ansiedade, uma maneira de conseguir atenção, uma forma de controlar o ciúmes…). Estes itens citados também são causadores do começo do hábito, bem como o motivo de não conseguir tirar o mesmo. 

Sabemos também que este hábito traz uma sensação de conforto, bem como segurança, pois relembra o aconchego que a mamada, o peito da mãe trazem.
Misturando as duas ações; o peito/alimentação com a necessidade de se “ocupar”  quando acha necessário, como uma maneira de suprir algo naquele momento. 

A maioria das crianças deixam de chupar o dedo sozinhas, entre 2 e 4 anos de idade mas é preferível que não chegue até essa idade. O correto é cortar no primeiro ano.

Caso seu filho ainda permaneça neste hábito é preciso procurar um dentista para fazer os acompanhamentos necessários e também uma ajuda extra ao pediatra! 


Às mães que, assim como eu, querem tirar logo este hábito (antes agora ao sofrer e demorar mais tarde!) é possível e aí vão algumas dicas:
  • Cubra o dedo do seu filho com curativo, protetor, fantoche de dedo… Pois quando coberto, o dedo não possui o mesmo gosto. Obviamente ele não irá gostar. 
  • Elogie seu filho quando ele não estiver com dedo na boca; nossa filho, olha que lindo sem o dedo na boca, vem ver no espelho!!!
  • Faça brincadeiras que seja preciso o uso de ambas as mãos; vídeo game; bate-bate; bater palma…
  • Mude o foco quando seu filho estiver com o dedo na boca. 
  • Não briguem por este motivo, mães. Às vezes as crianças chupam dedo por hábito/vício mesmo e nem percebem.
Mães, espero que tenha ajudado, hoje começarei a colocar as dicas em prática, quem sabe não tenho um resultado surpreendente! Vamos?

Um enorme beijo, meu e do Enzo! 

@souanamendes