Por Andressa L.

Girls! 
Todo dia quando vou fazer o meu treininho e finalizo com o meu EPOC na sala de cárdio passo pela tal da “Plataforma Vibratória”.

E nessa de sempre passar por ela e ver pouquíssimas pessoas usando resolvi escrever um post para vocês esclarecendo algumas dúvidas que muitas devem ter e por conta disso ela fica ali esquecida no cantinho da academia.
Iniciamos sabendo que ela não se enquadra como um exercício de musculação nem tão pouco trará ganho de massa muscular MILAGROSO como muitas vezes vemos nas propagandas de televisão com aqueles modelos com um corpo todo “perfeitinho”, visando vender esses aparelhos. 
Eles tentar passar a imagem para o telespectador de que se ele usar o mesmo aparelho ou fazer a mesma atividade também ficará daquele jeito.
O que eles falam sobre “ganhar músculos” sem esforço é MENTIRA!

Como já foi explicado aqui em outros posts a questão do ganho de massa magra está ligado com o peso,entre outras variáveis como a alimentação e descanso.
Mas o principal:  não se ganha massa magra sem fazer exercícios de força. Ok?!
Dessa forma, a Plataforma ajuda na tonificação muscular, porém ela não te trará grandes resultados sendo usada sozinha e sim como complemento às outras atividades.

Como funciona:
A Plataforma produz uma vibração e aceleração em todas as direções: sobe e desce, vai para a frente e para trás, e de um lado para o outro.
Tudo isso numa velocidade entre 30 e 50 vezes por segundo, o que exige esforço para manter o corpo em equilíbrio.
Ela produz uma variação de velocidade e é essa variação que gera um desequilíbrio em quem está em cima do equipamento. A vibração que a placa emite causa um aumento da carga gravitacional que somada a aceleração da plataforma gera um maior recrutamento dos músculos, fazendo com que mais fibras sejam utilizadas em resposta ao estímulo.
Em cima da plataforma, podem ser feitos diversos tipos de movimentos: em pé, sentada ou até deitada. Também existem movimentos para massagem e relaxamento muscular.

Segue alguns exemplos:


O interessante da Plataforma Vibratória é que você pode trabalhar diversos músculos em um curto período de tempo.
Em meia hora você consegue trabalhar o corpo todo e ainda queimar cerca de 400 calorias.
Ah, e não adianta querer ficar mais tempo que o necessário por treinamento achando que quanto mais melhor, pois cada grupo muscular pode receber, no máximo, seis minutos de estímulo. Se ultrapassar esse período há o risco de causar fadiga, e a frequência ideal para manter um estímulo é de três vezes por semana. O que é uma ótima opção para quem tem pouco tempo disponível para treinar.

Para finalizar, quando estudei sobre o assunto vi que um dos temas mais falados sobre o uso da Plataforma é o de “Combate a osteoporose”.
A ação da gravidade cria um esforço compressivo no tecido ósseo. Essa compressão, quando em alta frequência, pode realmente provocar ganho de massa porém nada comparado a uma série de musculação, mas o suficiente para ajudar na proteção dos ossos.
Um  estudo da Universidade de Leuven feito com mulheres que sofriam com osteoporose demonstrou que elas não somente obtiveram um ganho de 16% de força mas também um aumento de 1% de densidade óssea durante os seis meses em que treinaram com o equipamento. 

Fico por aqui e espero que tenham gostado!!

Beijinhos da Dê!