Na hora de decidir um item de decoração já rola uma dúvida e um tempinho quebrando a cabeça. Para decidir sobre um piso então, nem se fala! Provavelmente ele ficará durante anos (assim esperamos) na nossa casa! rs

Eu sou fã de pisos de madeira, ou imitando tal. Mas quando vejo fotos de ambientes com aqueles pisos clarinhos e brilhantes, destacando um tapete todo fofão, tcharããn, oi dúvida.

Donc, resolvi fazer uma pesquisa pra sanar a minha ansiedade com o tema e a de vocês também, com fotos de inspiração, os tipos de materiais, prós, contras, preços e dicas de marcas.

Check it out!

Passo 1) É importante saber que uma área social bonita tem que ter uma unidade visual, ou seja, o mesmo material de piso em todos os ambientes.
O piso que você der MATCH no final da postagem, vai servir para a sua sala de TV, sala de jantar, quartos, hall e dependendo do material, pode até ser usado em lavabos, banheiros e varanda. Eu particularmente gosto que a varanda tenha o mesmo piso que a sala pra parecer uma extensão e o apartamento mais amplo. Se fizer questão de ter pisos diferentes nos cômodos, preste atenção na espessura deles, para não ter “degraus”.

Passo 2) Agora é hora de avaliar o preço dos materiais e sua manutenção. Hoje temos resinas protetoras que resolvem em boa parte essa questão. É legal fazer uma revisão anual na camada protetora de pisos de madeira.

 

ESCOLHENDO O PORCELANATO

Ele é uma opção ótima pra quem quer um ambiente bem claro, com poucas linhas de rejunte, fácil de instalar, alta resistência. Mesmo sendo um piso frio.
Há dois tipos no mercado, o porcelanato técnico (feito de massa porcelânica, com acabamento polido, não polido ou texturizado) e o porcelanato rústico (recebe uma cama de esmalte sobre a massa porcelânica e não tem o mesmo desempenho do porcelanato técnico).
Prós: Impermeável, durabilidade longa e resistência a abrasão.
Contras: Instalação demorada e preço.
Manutenção diária: Varrer, pano úmido e suporta produtos de limpeza básicos. Só precisa evitar produtos a base de ácido.
Valor médio: R$ 90 a R$ 380 o m².

ESCOLHENDO A MADEIRA

Pontos para o ambiente aconchegante! Além disso, não é um piso frio como o porcelanato. Quem gosta de andar descalço, ou tem crianças na casa que brincam sentadas no chão, é uma boa opção. Além da acústica que fica muito melhor.

Dica: Não é indicado o piso e os móveis serem da mesma cor. Ao mesmo tempo, pra uma casa ser harmoniosa, evite muitos tons de madeira diferentes entre os móveis quando tiver piso de madeira.

Em um dos sites de decoração que leio, o Decor Salteado, tem uma referência boa de tons de madeira originais pra nos basearmos.
Eu sou mais das cores frias e claras. Na ordem as minhas preferidas são: Tauari, Sucupira, Cumaru e Amêndola. E as suas?


Pisos prontos de madeira de verdade:

Prós: rápida instalação
Contras: risca com facilidade e tem manutenção de raspagem e nova proteção de verniz anualmente
Manutenção diária: pano úmido
Valor médio: R$ 180 a R$ 500 o m².

Carpetes de madeira de verdade: folha bem fina de madeira natural, colada e prensada a uma base de madeira processada, como MDF, compensado e aglomerado. Tem em média cinco a sete milímetros. Perdeu mercado para a maior resistência e rapidez de instalação dos laminados.
Prós: rápida instalação e preço.
Contras: sem resistência a raios solares, tem som oco e baixa durabilidade.
Manutenção diária: pano úmido.
Valor médio: R$ 49 a R$ 80 o m².

E então, temos imitações de madeira que funcionam super bem! Na verdade, são minhas opções preferidas pelas vantagens e preços!

Laminados: bom para quem tem crianças e animais em casa. Sua base é em MDF ou PVC e uma lâmina resistente que imita madeiras.
Prós: Rápida instalação. Mais resistente que a própria madeira. Não risca ou mancha com facilidade.
Manutenção diária: Pano úmido e sabão neutro.
Valor médio: R$ 89 a R$ 200 o m².

Vinílicos: feito de mantas ou placas à base de PVC.
Prós: Rápida instalação, boa acústica e propriedade térmica.
Contras: Os mais macios podem ficar marcados pelos móveis. Salvo os indicados para banheiros (tem até pra usar dentro do box), eles não são a prova d’água.
Manutenção diária: Pano úmido e detergente neutro.
Valor médio: R$ 45 a R$ 330 o m².

Pisos frios: à base de cerâmica e acabamento em esmalte, foram os primeiros com características impermeáveis. É necessário queimar em um forno especial para ter durabilidade.
Prós: Preço e impermeabilidade.
Contras: Rústico. Dilata muito, sendo necessário deixar grandes juntas entre as peças. Os rejuntes ficam manchados mais rapidamente.
Manutenção diária: Pano úmido, detergente neutro e produtos de limpeza leves.
Valor médio: R$ 21 a R$ 89 o m².

 

MARCAS DE PISOS MAIS COMPRADAS:

Durafloor (Duratex), Eucafloor (Eucatex), Fórmica.

 

E aí, qual você achou melhor negócio?
Se você tem algum desses pisos instalados na sua casa, me conta sua experiência com ele. Ou se estiver pesquisando pra instalar, me conta quais dúvidas mais você tem!

XOXO,
Laura K.

 

Links de consulta: Casa Claudia | Terra Casa e Decoração