THE CAMPBELL

Primeiro jantar da viagem, curando o jetlag e nos recepcionando no nova-iorquino clima de Fashion Week com uma trilha sonora animada em um ambiente clássico e discreto na Grand Central Terminal. The Campbell era inicialmente, em 1923, o escritório de John W. Campbell, economista e membro do New York Central Railroad’s Board of Directors. Ele costumava passar as noites em seu escritório com amigos e colegas, até o transformar num hall musical para conversar e rir, como é hoje.

• Drink: Grand Central Spritz $18: grey goose vodka, st Germain + mint, topped with prosecco. A ideia era provar mais, mas o álcool dos drinks deles são intensos rs.
• Entrada: Hummus $20: seasonal crudités | Mini lobster rolls $23: toasted bun, lemon fennel aioli + shaved celery
• Pra beliscar: Cheese board $25: honeycomb, chutney + sesame rye bread
• Sobremesa: Warm House Baked Cookies $8: coconut cherry, valrhona chocolate chip walnut + oatmeal Golden raisin

15 Vanderbilt Ave, New York, NY 10017, EUA
http://www.thecampbellnyc.com/

 

THE RUSSIAN TEA ROOM

Uma casa de chá diferente das de tons pastéis e fofas que conhecemos no Brasil. The Russian Tea Room tem presença com seus tons vermelhos e verdes, móveis e arquitetura clássicos.
Um chá da tarde para tomar não apenas com amigas, mas com amigos, reuniões de trabalho, família e namorado, como visto na série Gossip Girl, quando Blair, Chuck e Serena se encontram no balcão do restaurante.
O menu é extenso, com opção exclusiva para veganos que o desejarem e podendo acrescentar Champagne na experiência por mais $25.

São 6 opções de chá (pedi o Rooibos Chai: South African red bush with Indian spices), 8 mini sanduíches e blinis, finalizando com uma seleção de scones, cupcakes e petit fours.

150 W 57th St, New York, NY 10019, EUA
http://www.russiantearoomnyc.com/

 

VOLTANDO NO TEMPO

As histórias desses 3 restaurantes (dois de mesmo nome) são muito interessantes.
Lillie Langtry foi uma atriz inglesa muito bonita e de muito sucesso. Assim que chegou na América, o An Unequaled Match, no New York Park Theatre, despencou em fogo, sobrando apenas um charred sign com as palavras “Lillie Langtry”. Os jornais ferveram com o ocorrido, levando Lillie a fama que queria mais cedo que imaginasse. Os restaurantes Lillie’s Times Square e Lillie’s Union Square foram criados em sua homenagem. Com um menu eclético e tradicional e uma extensa carta de mais de 50 cervejas caseiras e importadas, uma seleção de whiskeys, scotches e vinhos, servidos no balcão de mármore antigo e peças vindas de uma mansão vitoriana na Irlanda, direto pra New York City.

Chá da Tarde no Lillie’s
A primeira experiência na unidade de Times Square foi um chá da tarde, esquentando meu passeio em um dia pós neve pela cidade. Três prateleiras recheadas de mini sanduíches, cookies, macarrons e outros petit fours. Pedi repeteco, em versão maior, do sanduíche com queijo de cabra, meu favorito da seleção.

249 W 49th St, New York, NY 10019, EUA
https://www.lilliesnyc.com/

Oscar Wilde
Depois de regar a tarde com o delicioso chá, vale se programar pra um jantar no Oscar Wilde.
Criado pelo intelectual e aestético irlandês (1854-1900) que não resistia tentações, com o objetivo de um espaço com deliciosas comidas e um bar para muitas conversas, sem censuras.
Enquanto estive lá, numa sexta-feira a noite, grande parte eram mulheres e homens com trajes que provavelmente usaram durante o dia de trabalho, mas com muita classe. Driven by the spirit of the Iris playwright, the restaurant and bar pays homage to the exceptional story. The Victorian era on its head, without relinquishing any of its glamour, toque de sofisticação e debauchery. Celebra-se o Wilde Abandon, sem perder a diversão. Para sentar, relaxar e conversar com extravagância. Um dos melhores frangos que já comi.

45 W 27th St, New York, NY 10001, EUA
http://oscarwildenyc.com/

Lillie’s Union Square
Pra finalizar a noite em clima mais intimista e com bons drinks, voltamos para o Lillie’s, mas unidade Union Square dessa vez. Um clone do Times Square, mas agora não nos esquentamos com chás e sim com deliciosos drinks. Minha escolha foi o Winter is Coming: Wodka Vodka, grapes, lemon juice, agave e Rosemary, da seleção de Lillies House Specialties, na qual há mais 4 opções, além da seleção House Old Fashioned, com mais 3.

13 E 17th St, New York, NY 10003, EUA
https://www.lilliesnyc.com/

OLIO E PIU

Um ambiente rústico, com forno a lenha, jazz como trilha sonora e um menu baseado em pratos italianos clássicos, com foco em massas caseiras.
O Olio e Piú traz um pedaço da Itália antiga para o cruzamento de duas agitadas avenidas novaiorquinas.
Com o Chef Dominick Pepe no comando e mais de 74 lugares, opção de pátio aberto em estações menos frias e vista para a magnífica Biblioteca do Mercado de Jefferson, o restaurante oferece uma verdadeira sensação de vivacidade mediterrânica no coração de Greenwich Village.

O atendimento foi excepcional.
Além de o garçom ser educadíssimo, com direito a todas as regras de etiqueta, soube interpretar em segundos meus gostos e da Lorrine, sugerindo os pratos com nossos ingredientes prediletos de primeira (não são simples). Poderia ser apenas uma massa com uma taça de vinho. Mas era um nhoque especial com gorgonzola, nozes tostadas, tâmaras secas; e um vinho escolhido respeitosamente com a uva que eu queria harmonizar (chianti) e com o meu nome no rótulo (Donna Laura).

3 Greenwich Ave, New York, NY 10014, EUA
http://www.olionyc.com/

BATEAUX DINNER

Fora as experiências fashion, essa foi a minha preferida da viagem.
Um jantar com direito a camarões fresquíssimos, deliciosamente harmonizado com drinks como Mimosa, ao som de uma banda ao vivo com piano, percorrendo o rio Hudson, passando pela Brooklyn Bridge e Estátua da Liberdade.

Chelsea Piers, Pier 61, New York, NY 10011, Estados Unidos
https://www.bateauxnewyork.com/new-york-metro/?utm_source=google&utm_medium=organic&utm_campaign=3pack

 

PIETRO NOLITA

O restaurante mais pink, provavelmente do mundo.
Gostei muito do meu hambúrguer de cordeiro. Sem muitas imagens, pois é proibido máquinas profissionais lá dentro e a bateria do meu celular estava fraca.

174 Elizabeth St, New York, NY 10012, EUA
http://pietronolita.com/

 

EATALY e EATALY COFFEE

Dessa vez eu não consegui ir ao Eataly. Dei uma breve passada na unidade Coffee na visita ao Flat Iron.
Mas é um dos restaurantes que tenho melhores memórias de Manhattan: sentada no balcão comendo parma e tomando uma taça de vinho.

150 Greenwich Street, 101 Liberty St #3, New York, 10007, Estados Unidos
https://www.eataly.com/us_en/stores/nyc-downtown/

 

NOBU DOWNTOWN

Um dos restaurantes japoneses mais famosos do mundo (agora com unidade em São Paulo).
Quem tiver a oportunidade de pagar pelos pratos orientais com os peixes mais frescos que já provou, em NYC, fica minha sugestão.
Peça para ler o menu degustação antes de qualquer pedida, para checar se há alguma restrição de alimentos!
Mas não tenha medo de deixar na mão do chef, ele surpreende.

195 Broadway, New York, NY 10007, EUA
https://www.noburestaurants.com/downtown/home/

ASIATE MANDARIN ORIENTAL

Minha terceira experiência no Asiate só aumentou as excelentes memórias que eu tinha sobre seu ambiente, equipe, culinária e uma das melhores vistas da cidade. Recomendo uma taça de Mimosa (drink de champagne com suco de laranja) pra acompanhar da entrada ao prato principal.
• Entrada: Tuna Tartar $26: Sudachi ponzu, sesame rice cracker, scallion
• Principal: Glazed Short Rib $33: Broccolini, pommes fondant, mole verde

80 Columbus Cir, New York, NY 10023, EUA
https://www.mandarinoriental.com/new-york/manhattan/luxury-hotel?htl=MONYC&kw=MONYC&eng=google&src=local

 

Foi possível compartilhar em tempo real toda essa experiência com vocês através das minhas mídias, através do sinal infinito do chip da EasySim4u que usei durante toda a minha viagem.
E tudo com a paz da segurança que o seguro viagem da Travel Ace propõe quanto a imprevistos que podem ocorrer desde o aeroporto às atividades da programação. Clique aqui e conheça todas as vantagens.