Por Ana M.:

Oi mamães!! 
Como estão? 

Primeiro de tudo quero fazer uma pergunta. Só eu que fico ansiosa pra ver o Enzo (e vocês verem o baby de vocês, claro) falando?
Enzo só diz mamãe, inclusive para o papai também! 
Gente, não vejo a hora! Estou numa ansiedade incontrolável.

É claro que corri para os blogs e também para a minha querida pediatra (Daí, fofa!) e consegui tirar umas dúvidas e venho repassar a vocês! 

Meu filho está com 1 ano e 5 meses praticamente. E não, ele não está atrasado ao falar apenas uma palavra que seja possível o entendimento. 
Cada criança possui seu tempo, alguns mais rápidos para andar, outros os dentes nascem primeiro e outros desenvolvem a fala mais rapidamente. 

Percebi que preciso falar com mais calma e articular bem a boca e os lábios aos olhos do Enzo. É preciso de calma, pois as vezes não percebermos e esquecemos desses detalhes no dia a dia, não é uma tarefa fácil! 

Devemos também conversar muito com o bebê, ler livros, cantar, e assim vai estimulando e obtendo ainda mais curiosidade por sons e palavras. 

Devemos sempre apontar para os objetos e repetindo o nome e se o bebê apontar querendo algo, falar: “Ah você quer água?” Para firmar bem as palavras e começar também a associar o “objeto” com seus nomes. Uma forma de apresentar o objeto ao mundo da criança. 

Expresse na voz o que você está sentindo.
Se está feliz, demonstre. Se estiver triste/irritada mude o tom da voz.
Coloque sempre a entonação, o ajudará a decodificar as emoções. 

Outra questão que é importantíssima é que não podemos “mimar” (pego muito no pé do meu marido, ele quer falar bonitinho com o Enzo e isso me tira do sério!) as crianças com palavras bonitinhas, como por exemplo: “papa” para comida; vamos fazer a “naninha” quando na verdade é vamos dormir! 
E essa troca interfere muito no aprendizado, não falem “dengoso”, “bonitinho”, ou “manhoso” com seu filho!!

Essas foram as principais dicas recebidas e que repasso a vocês! Tenhamos calma e muita dedicação para mais essa nova boa fase! 
Haja ansiedade, Senhor! 

Lembrando também que se o seu filho não falar até os dois anos de idade é preciso ter o auxílio de uma fonoaudióloga, pois nesta fase a criança já deveria estar formando frases!! 

Mamães, alguém mais tão angustiada pelas próximas palavras e descobertas do seu filho? Digam que sim! Hehe… 

Um beijo meu!