Por Ana M.:

Oi mamães e amigas!!

Tudo bem com vocês?

Hoje vou misturar assuntos e junto um desabafo, não sei se concordam ou não comigo mas vamos dialogar, risos…!

Enzo começou a andar, tudo tão rápido que parece que foi ontem que ele veio ao mundo (só falamos isso depois de sermos mães, certo?!).Ainda na fase individualista mas agora querendo pôr as ideias no lugar, botando ordem nas coisas. Por exemplo: o sapatinho dele, ele já tenta por no pé. A colher, ele já leva à boca tranquilamente. A escova de cabelo, ele mesmo já se penteia e assim também é com a escova de dente dele, direto na boca e quando eu abro o perfume, ele já coloca o próprio dedinho para molhar e passar nele.

Hoje ele também falou mamãe, quanta emoção né? A gente fica boba! Incrível como as atitudes mudam em uma semana.

Agora estou ensinando a guardar os brinquedos, vamos ver quanto tempo ele levará para me copiar e entender a missão, tomara que não demore!!

Meu Baby completará um ano este mês, muitos me cobram uma festa de aniversário mas gente, eu não vejo necessidade em fazer “a” festa, por inúmeros motivos e citarei alguns: Enzo ainda não entende o motivo, a festa é para os adultos, é um gasto exorbitante (se for para fazer, quero bem-feita!), tenho outras prioridades para nós e não é questão de ser maldosa ou sei lá qual o outro adjetivo que podem pensar. 
Eu e meu marido chegamos a essa conclusão e a principal de todas é que ele não estará ao nosso lado este mês e sem ele, não tem tanta graça.

Alguém passando por isso também? Não sei o motivo de a sociedade cobrar tanto a festa do primeiro ano… Ok, posso fazer uma comemoração pequena, apenas para a família e terá o mesmo amor, fotos, doces e salgados mas pode ser para 15 pessoas?
Sim, e será assim que comemoraremos o primeiro ano de vida do meu amado filho junto com a Galinha Pintadinha e quem sabe com 05 anos uma festa repleta de coisas que ele e os amigos gostam? Acho mais valioso.

Qual a opinião de vocês?

Um beijo meu e do Enzinho!