Por Ana M.:

Oi, mamães e amigas!

Um dos meus dilemas foi pôr ou não o Enzo no andador?

Sim, coloquei, por quatro vezes seguidas, mas perguntei para o pediatra, pesquisei e li muito sobre esse assunto e cheguei à conclusão de tirar e deixá-lo por conta da natureza, engatinhar e esperar.

Engatinhar é uma etapa muito importante para o bebê (entre sete e oito meses essa fase inicia), contribui diretamente no seu desenvolvimento, no equilíbrio, bem como faz com que a criança comece a ver o “mundo” na horizontal. Já com o andador, o bebê pula a etapa de se rastejar, de conhecer as coisas, passa a engatinhar mais tarde e foi comprovado que o andador é o equipamento que mais provoca acidentes e lesões, pela velocidade que ele pode atingir, por cair em degraus, tropeçar em objetos e deixando-os mais inseguros. Por isso, em muitos estados brasileiros, já foi proibida a venda deste equipamento e foram por estes motivos que também preferi deixar o Enzo no chão e engatinhar conforme a natureza dele.

Hoje, o Enzo está dando seus primeiros passos, super seguro. Esta semana completará 11 meses e está muito serelepe, puxa todos os fios, dedos na tomada e assim vai…sempre atenta às surpresas e movimentos.

Vamos estimular os babys a engatinhar? Aqui seguem algumas dicas:

-Deite o bebê de barriga para baixo, assim estimulará todos os músculos, fique sempre supervisionando;
-Deixe o bebê com roupas confortáveis;
-Colocar brinquedos do bebê um pouco afastado, estimulando a buscá-los;
-Retire do chão objetos cortantes e pontiagudos;
-O chão sempre preparado para eles;
-Colocar meias com antiderrapantes, colaborando na segurança e firmeza nos pés;
-Deixe-o livre, é normal cair, eles estão preparados para esses pequenos “acidentes”.

Um beijo e sem desistências, mamães!

@souanamendes