Saiba como começou a história do vestido branco e dourado/ azul e preto e qual a explicação pra tanta gente enxergar diferente.


A BBC Brasil conta como tudo começou:  As conclusões são confirmadas pela responsável por distribuir a imagem do vestido nas redes sociais.

Caitlin McNeill, uma escocesa de 21 anos, faz parte de uma banda de folk. Na semana passada, o grupo tocou em um casamento onde a mãe da noiva estava usando o vestido.Caitlin contou ao site BuzzFeed News que as discordâncias sobre a cor do vestido começaram pouco antes da festa, quando a mãe da noiva compartilhou com o casal uma foto da roupa que planejava usar.A noiva e o noivo não conseguiram chegar a um acordo sobre se o vestido na foto era azul e preto ou branco e dourado. Então postaram a imagem no Facebook. McNeill, depois, compartilhou a foto em seu Tumblr.A história cresceu nas redes sociais e não parou mais.McNeill disse que o vestido azul e preto é da marca Roman Originals e, embora houvesse outras opções de cores disponíveis, nenhum deles era branco e dourado.
A BBC Brasil explica: 
O que diz a tecnologia: Se você enxerga o vestido branco e dourado, está simplesmente equivocado. Pedimos à editora de fotografia do Serviço Mundial da BBC, Emma Lynch, que nos ajudasse a determinar objetivamente a cor do vestido usando um software de edição de fotos. Ela disse que, após análise, todos os tons da cor do vestido são azuis, e não brancos. Ao aumentar a saturação – tornando as cores existentes mais fortes, mas sem acrescentar novas cores – o vestido aparece azul para todos. Estes resultados são confirmados pelo uso da ferramenta de conta-gotas do software, que captura amostras de áreas específicas do tecido. Este software identifica o código de cor do computador de qualquer pixel na tela. E nesse caso também gera resultados em tons de azul.
VEJA explica: O site da revista Wired foi atrás de uma explicação para tanta confusão, que nada mais é do que uma espécie de ilusão de ótica. Os seres humanos evoluíram de maneira que pudessem ver a luz do dia, descontando a variação de luminosidade no decorrer de 24 horas: ao amanhecer e ao pôr do Sol, os objetos ficam com cor mais avermelhada, já ao meio-dia, sua cor se aproxima do azul e do branco.
“Seu sistema visual está tentando descontar essa variação de luminosidade. Algumas pessoas tiram o ‘lado azul’ e enxergam o vestido branco e dourado, outras tiram o amarelo e veem a peça azul e preta”, disse o neurocientista Bevil Conway ao site. 
Link do vestido original AQUI.

Agora vocês já podem compartilhar esse link nas redes sociais e contar prazamigue ahahaha.
#ufa
#ufanadaenxergoerrado
Xoxo